A educação profissional técnica de nível médio fundamentada em Ciência, Tecnologia e Sociedade aliada aos parques tecnológicos

Adelson de Paula Silva, Juliano Schimiguel, Marcelo Eloy Fernandes

Resumo


Este artigo trata dos benefícios de a Educação Profissional Técnica de Nível Médio (EPTNM) se fundamentar no movimento Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) aliado aos Parques Tecnológicos (PqTs). Com base em pesquisa de cunho teórico, a metodologia usada foi uma abordagem qualitativa, exploratória e descritiva. Os resultados apontam que o CTS e a educação empreendedora nos PqTs visam ao desenvolvimento socioeconômico da região em que se instalam, sendo reconhecidos como elementos que estimulam transformações no âmbito cultural, social, econômico e na EPTNM.


Palavras-chave


Ciência; Tecnologia; Sociedade; Educação profissional técnica de nível médio; Parques tecnológicos

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


ADÁN, Carmen. El ABC de los parques científicos. Seminarios de la Fundación Española de Reumatología, [s. l.], v. 13, n. 3, p. 85-94, 2012. Disponível em: https://www.elsevier.es/es-revista-seminarios-fundacion-espanola-reumatologia-274-articulo-el-abc-los-parques-cientificos-S1577356612000267. Acesso em: 12 dez. 2019.

AIKENHEAD, Glen. Educación Ciencia-Tecnología-Sociedad (CTS): una buena idea como quiera que se le llame. Educación Química, [s. l.], v. 16, n. 2, p. 114-124, 2005. Disponível em: https://andoni.garritz.com/documentos/aikenhead_a_rose_by_any_other_name.pdf. Acesso em: 12 dez. 2019.

AMARAL, Roberto Rogério; SARTORI, Viviane; CUNHA, Cristiano José Castro de Almeida. Parques tecnológicos: a sinergia da hélice tríplice pela visão autopoiética. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE CONHECIMENTO E INOVAÇÃO, 3., 2013, Porto Alegre. Anais [...]. Porto Alegre: Universidade Federal de Santa Catarina, 2013. v. 3. p. 20-33.

AMARAL, Roberto Rogério do. A arquitetura da liderança nos parques científicos e tecnológicos da Catalunha: uma abordagem estratégica. 2014. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/128838/331652.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 12 dez. 2019.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE ENTIDADES PROMOTORAS DE EMPREENDIMENTOS INOVADORES (Brasil). Ambientes de inovação. [S. l.]: Anprotec, 2015. Disponível em: http://anprotec.org.br/site/sobre/incubadoras-e-parques/. Acesso em: 12 dez. 2019.

AULER, Décio; BAZZO, Walter Antonio. Reflexões para a implementação do movimento CTS no contexto educacional brasileiro. Ciência & Educação (Bauru), Bauru, v. 7, n. 1, p. 1-13, 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v7n1/01.pdf. Acesso em: 12 dez. 2019.

BAZZO, Walter Antonio. Ciência, tecnologia e sociedade: e o contexto da educação tecnológica. Florianópolis: Editora da UFSC, 1998.

BAZZO, Walter Antonio; BAZZO, Jilvania Lima dos Santos; PEREIRA, Luiz Teixeira do Vale. Conversando sobre educação tecnológica. Florianópolis: Editora da UFSC, 2014.

BAZZO, Walter Antonio. Ciência, tecnologia e sociedade: e o contexto da educação tecnológica. 4. ed. rev. Florianópolis: Editora da UFSC, 2014.

BUARQUE, Cristovam. A revolução republicana na educação: ensino de qualidade para todos. São Paulo: Editora Moderna, 2011.

CACHAPUZ, Antônio Francisco. Epistemologia e ensino das ciências no pós-mudança conceptual: análise de um percurso de pesquisa. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 2., 1999, [Valinhos]. Atas do II Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Porto Alegre: UFRGS, 1999. Disponível em: http://fep.if.usp.br/~profis/arquivos/iienpec/Dados/trabalhos/A02.pdf. Acesso em: 12 dez. 2019.

CORDÃO, Francisco Aparecido. A LDB e a nova educação profissional. Boletim Técnico do Senac. Rio de Janeiro, v. 28, n. 1, p. 11-23, 2002. Disponível em:http://www.bts.senac.br/index.php/bts/article/view/546. Acesso em: 12 dez. 2019.

DAVENPORT, Thomas H.; PRUSAK, Laurence. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

DRUCKER, Peter. Desafios gerenciais para o século XXI. São Paulo: Pioneira, 1999.

GARCÍA PALACIOS, E. M. et al. Introdução aos estudos CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade). [S. l.]: Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação a Ciência e a Cultura, 2003. Disponível em: bit.ly/2tcw2kK. Acesso em: 12 dez. 2019.

GIUGLIANI, Eduardo. Modelo de governança para parques científicos e tecnológicos no Brasil. 2011. Tese (Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/95512. Acesso em: 12 dez. 2019.

GONZÁLEZ GARCÍA, Marta I.; LÓPEZ CEREZO, José A.; LUJÁN LÓPEZ, José L. Ciencia, tecnología y sociedad: una introducción al estudio social de la ciencia y la tecnología. Madrid: Technos, 1996.

GORDILLO, Mariano Martín et al. Ciencia, tecnología y sociedad. Madrid: Grupo Editorial Norte, 2001.

INTERNATIONAL ASSOCIATION OF SCIENCE PARKS AND AREAS OF INNOVATION. 2015. Disponível em: http://www.iasp.ws/home. Acesso em: 12 dez. 2019.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas, SP: Editora Papirus, 2007.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2003.

MAUÉS, Olgaíses Cabral; GOMES, Elenilce; MENDONÇA, Fernanda Lopes. Políticas para a educação profissional média nos anos 1997-2007. Trabalho & Educação, [Belo Horizonte], v. 17, n. 1, 2008. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/8571/6086. Acesso em: 12 dez. 2019.

NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Gestão do Conhecimento. Porto Alegre: Bookman, 2008.

PAZOS, David Rodeiro; BABIO, Nuria Calvo. El rol de los parques científicotecnológicos en el emprendimiento universitario: propuesta de un catálogo de indicadores de evaluación. GCG: revista de globalización, competitividad & gobernabilidad, [s. l.], v. 6, n. 2, p. 95, maio/ago. 2012. Disponível em: https://gcg.universia.net/article/view/430/rol-parques-cientifico-tecnologicosemprendimiento-universitario-propuesta-catalogo-indicadores-evaluacion-.Acesso em: 12 dez. 2019.

PHAN, Phillip H.; SIEGEL, Donald S.; WRIGHT, Mike. Science parks and incubators: observations, synthesis and future research. Journal of Business Venturing, [s.l.], v. 20, n. 2, p. 165-182, 2005. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0883902603001204. Acesso em: 12 dez. 2019.

PRAIA, João; CACHAPUZ, António. Ciência-Tecnologia-Sociedade: um compromisso ético. Revista Iberoamericana de Ciencia Tecnología y Sociedad, [Buenos Aires], v. 2, n. 6, p. 173-194, 2005. Disponível em: http://www.revistacts.net/files/Volumen%202%20%20N%C3%BAmero%206/doss07.pdf. Acesso em: 12 dez. 2019.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; MORTIMER, Eduardo Fleury. Uma análise de pressupostos teóricos da abordagem C-T-S (Ciência – Tecnologia – Sociedade) no contexto da educação brasileira. ENSAIO: Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 2, n. 2. p. 110-135, jul./dez. 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/epec/v2n2/1983-2117-epec-2-02-00110.pdf. Acesso em: 12 dez. 2019.

SILVEIRA, Rosemari Monteiro Castilho Foggiatto. Inovação tecnológica na visão dos gestores e empreendedores de incubadoras de empresas de base tecnológica do Paraná (IEBT-PR): desafios e perspectivas para a educação tecnológica. 2007. Tese (Doutorado em Educação Científica e Tecnológica) – Universidade Federal de Santa Catarina, Santa Catarina, 2007. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/89600. Acesso em: 12 dez. 2019.

SVEIBY, Karl Erik. A nova riqueza das organizações: gerenciando e avaliando patrimônios do conhecimento. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

TEDESCO, Juan Carlos. Prioridad a la enseñanza de las ciencias: una decisión política. [s. l.]: OEI, 2009. p. 11-20. (Cuadernos Iberoamerica, 3). Disponível em: https://www.oei.es/historico/cienciayuniversidad/spip.php?article3558. Acesso em: 12 dez. 2019.

UNESCO. Programa en Pro de la Ciencia: marco general de acción. Budapest: [s. n.], 1999. Texto Disponível em: http://www.unesco.org/science/wcs/esp/marco_accion_s.htm. Acesso em: 12 dez. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Creative Commons

ISSN Impresso 0102549-X

ISSN Eletrônico 2448-1483

 

 Licença Creative Commons

Este conteúdo está licenciado com Creative Commons Atribuição Não Comercial 4.0 Internacional.