A Prática Pedagógica Vivenciada em Escolas Agrotécnicas Federais: Formação para Autonomia ou para Conformação?

Carlos Antônio Barbosa Firmino, Ana Paula Furtado Soares Pontes

Resumo


Neste trabalho, analisamos o trabalho docente realizado por professores que lecionam disciplinas técnicas em três escolas agrotécnicas vinculadas à Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação sob o ponto de vista dos objetivos de ensino e da relação teoria-prática. Na pesquisa, de cunho qualitativo, nos utilizamos da análise de conteúdo para trabalhar os depoimentos dos professores e interpretar como eles concebem e realizam sua prática pedagógica no cotidiano escolar. Concluímos que a prática pedagógica prevalecente nessas escolas é de cunho tradicional-tecnicista e conformista, que não se ajusta a uma perspectiva de formação profissional de um técnico-cidadão crítico e criativo, autônomo para sobreviver numa economia globalizada, conforme previsto nos princípios da educação profissional defendidas nos Parâmetros Curriculares Nacionais - PCNs.

Palavras-chave


Educação profissional rural; Objetivo educacional; Relação teoria-prática; Prática pedagógica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Boletim Técnico do Senac

ISSN Impresso 0102549-X

ISSN Eletrônico 2448-1483

 

 Licença Creative Commons

Este conteúdo está licenciado com Creative Commons Atribuição Não Comercial 4.0 Internacional.